Reprodução autorizada desde que mencionada à autora e o site www.psicologiaemanalise.com.br/

30 de março de 2009

ESPECIALIDADES


Psicologia Positiva, aqui nasce um novo olhar


Psicoterapeuta Clínica:

Estuda maneiras de lidar com os problemas humanos. A Psicologia Clinica também é adequada ao tratamento de problemas mais complicados como as psicopatologias e os psicossomáticos (que são doenças/sintomas orgânicos com causas psicológicas). A psicologia clínica engloba uma serie de estudo a respeito de tratamento e problemas relacionados saúde mental. 

Com atendimento direcionado a crianças, adolescentes, adultos e idosos, que apresentem dificuldades no relacionamento interpessoais ou com a família, que sofreram algum trauma, tiveram ou têm alguma doença que afeta sua relação com o mundo, apresentam alguma dificuldade na aprendizagem, resolução de conflitos pessoal ou interpessoal ou mesmo na busca do autoconhecimento, relacionando-os a pontos positivos.

Psicoterapia criança/adolescente:

A infância é um momento de grande conhecimento e absorção das alegrias e conflitos existente no meio familiar. É nesta fase que muitos pequenos tendem a sofrer pressão das mais variadas. Como nem sempre sabe se expressar verbalmente as crianças tendem a apresenta comportamentos de fuga, irritação, medo ou mesmo problemas educacionais que se refletem na escola e no âmbito familiar. Promoção e resgate das emoções e lembranças salutares é importante no trabalho infantojuvenil.

O objetivo a psicoterapia infantil e ajudar a criança através de trabalhos lúdicos a expressar esse sofrimento existente no momento, propiciando um amadurecimento e desenvolvimento saudável, na reconstrução das boas recordações.

A adolescência tal como, pode apresentar dificuldades de relacionamento, “rebeldia” e outros tipos de conflitos psicológicos difíceis de serem superados sem um apoio específico. Com muita freqüência os sintomas apresentados pelas crianças e adolescentes podem ser reflexos da estrutura familiar ou parental necessitando a necessidade em alguns casos da escuta simultânea da família.

Psicoterapeuta casal/Família:

Há muitos fatores que podem levar o casal a procurar ajuda terapeuta tais como, dificuldade ou insatisfação sexual, aumento dos conflitos e consequentemente das discussões relacionada a ambos ou de ambas as famílias do casal e filhos, tentativa de salvar o relacionamento conjugal.
Os casais em geral busca a psicoterapia após muitas tentativas frustradas. O casamento, para muitos cônjuges é visto como meio de atingir a felicidade na construção de afetos.

Casa-se sem muita consciência dos medos e expectativas depositadas no companheiro, casa-se despreparado para as decepções, desapontamentos e conflitos inerentes a vida a dois. Direcionar o foco no positivo ajuda a apontar meios confiantes e mais acertivos.
Psicoterapia de familiar é aplicada aos principais membros da família de um paciente (pais, irmãos e outras pessoas importantes), reunidos em conjunto, onde são tratados os problemas emocionais comuns e as dificuldades de relacionamento na busca de soluções.

Sexualidade Humana:

Seu trabalho visa resolver problemas de ordem sexual. Existe os psicoterapeutas sexuais, também chamados de sexólogos. Esses profissionais são psicólogos ou médicos que se especializam no tratamento de problemas sexuais.
A sexualidade é um assunto tão importante quanto delicado, merece ser tratada com respeito, por profissionais qualificados e éticos.

Quando procurar o terapeuta sexual? Em geral o psicoterapeuta sexual é procurado para ajudar a solucionar várias questões envolvendo problemas sexuais, como uma disfunção erétil (impotência), uma ejaculação sem controle ou uma anorgasmia (falta de orgasmo), como também, para ajudar a resolver problemas de incompatibilidade sexual do casal ou mesmo a falta de desejo sexual.

Muitas pessoas só entenderão a importância da sexualidade em sua vida, quando está apresenta algum tipo problema.

Psicólogo hospitalar:

A psicologia hospitalar é mais uma área de atuação do psicólogo, direcionada as instituições e serviços de saúde e em instituições de saúde no nível de assistência.

O Psicólogo Hospitalar também pode atuar em instituições de ensino, visando um aperfeiçoamento ou a especialização de profissionais nesta área.
Seu trabalho visa atender não só aos pacientes, como também a família do mesmo, a comunidade no qual o psicólogo atua os membros da equipe multidisciplinar e administrativa, tendo como objetivo o bem estar físico/emocional do paciente.

O Psicólogo Hospitalar promove intervenções em várias relações no qual o paciente se insere, como médico/paciente, família/paciente, paciente/paciente. Como também na questão do paciente e sua relação com o processo de adoecer e hospitalização e observar as manifestações emocionais e psíquicas que emergem diante desta situação.

Atua no apoio psicológico tanto aos pacientes, como aos familiares em qualquer faixa etária, com objetivo de minimizar o sofrimento psíquico por conta da doença, da internação e do tratamento.


Minha.. Tua.. Nossas Especialidades...
“Quando o individuo consegue enxergar suas potencialidades e conquistas ao longo da vida, percebe que é capaz”. JM


*****




Jacqueline Meireles
Psicóloga/Consultora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, participe dessa construção!